23 de setembro de 2021 | 

Quais as características do just in time?

Para otimizar a produção, reduzir estoque e eliminar os desperdícios surgiu a filosofia de reorganização chamada Just in Time, cuja tradução em português é “na hora certa”. Graças a ela, é possível reduzir custos por meio do fornecimento e da produção dos materiais na hora em que o cliente solicita e nas quantidades e locais corretos.

A proposta deste modelo de gestão é otimizar o processo produtivo de acordo com a demanda. Em outras palavras, a empresa deve produzir apenas o que for encomendado pelo cliente e na quantidade exata, repetindo o mesmo procedimento em cada etapa da produção. Tudo isso sem produção de estoque e mantendo a entrega rápida como prioridade.

A economia proporcionada pelo Just in Time também é um ganho para os sistemas logístico e de distribuição. O método engloba aspectos relacionados aos projetos dos produtos, à gestão da qualidade, à administração dos materiais e à organização do trabalho.

O sistema de produção Just in Time surgiu no Japão, por volta da década de 1950, e foi a Toyota a grande responsável por sua criação. A empresa buscava implementar um sistema de gestão que pudesse coordenar a produção de acordo com a demanda específica de diferentes modelos de carros, de modo a não atrasar as entregas.

A Toyota percebeu que a metodologia Just in Time seria bem-sucedida apenas se as plantas e processos também fossem organizados para que alcançasse o máximo em produção e eficiência. Além disso, cada indivíduo dentro da empresa deveria estar completamente imerso e comprometido com o processo.

A metodologia Just in Time da Toyota foi tão eficiente que, quase 20 anos depois, o Japão já produzia veículos tão competitivos quanto os que eram feitos por grandes empresas automobilísticas.

Destacamos 8 características do Just in Time. Acompanhe:

1 – Máquinas sequenciadas

No Just in Time cria-se um fluxo sequenciado de acordo com o processo produtivo para facilitar o movimento dos materiais e da equipe. Isso evita movimentos de ida e volta dos colaboradores e a perda de tempo que costuma acontecer quando as máquinas estão desalinhadas.

2 – Máquinas flexíveis

O Just in Time utiliza máquinas flexíveis que fazem apenas o que é necessário e evitar custos com manutenção, por exemplo. Caso a demanda aumente, será necessário aumentar a quantidade de máquinas e mudar a forma como produzem.

3 – Fluxo unitário

Essa característica do Just in Time é muito importante: trabalhar com uma peça por vez gera resultado mais específico e não cria lotes intermediários no processo produtivo.

4 – Célula em U

O Just in Time procura fazer com que o layout das máquinas do processo seja na forma da letra “U”, deixando as extremidades das linhas mais perto umas das outras. O propósito é favorecer a comunicação mais próxima entre os colaboradores, permitindo que se ajudem e compartilhem atividades. Deve funcionar no sentido anti-horário, uma vez que a maioria dos colaboradores é destra. O trabalho fica mais fácil, rápido e contínuo.

5 – Operadores multifuncionais

O Just in Time precisa contar com a colaboração de funcionários preparados para atuar em qualquer ambiente e trocar de posto de trabalho quando necessário. Essa é uma característica importante do processo, pois evita comprometê-lo.

6 – Operações ergonômicas

O objetivo dessa característica do Just in Time diz respeito às mudanças feitas no ambiente de produção, como organizar cadeiras, mesas e balcões de forma ergonômica para que os colaboradores possam trabalhar mantendo a postura em dia.

7 – Produção em ritmo constante

No Just in Time não pode haver interrupções durante a produção. O controle pode ser feito por meio de uma tabela que permite ver quantas peças foram produzidas durante uma hora e se o objetivo estipulado foi alcançado.

8 – Padronização do processo

Nessa característica do Just in Time, cada funcionário deve executar o trabalho da forma padrão estabelecida e para a qual foi treinado. A ideia é que todos sigam realizando as atividades de forma harmoniosa para assegurar tanto rapidez como qualidade.

Gostou do artigo? Saiba quais são os principais sistemas de gestão de estoque. Clique aqui!

Conheça a Sanca Galpões. Acesse: www.sancagalpoes.com.br




COMPARTILHE:


←  VOLTAR